Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Brasil foi o quarto país que mais cresceu entre os dez mais ricos

Foi divulgado pelo Fundo Monetário Internacional - FMI a lista dos países mais ricos do mundo de acordo com o seu Produto Interno Bruto - PIB. O Brasil ocupa a 7ª posição da grupo. Analisando a lista, apenas China (79,4%), Índia (62%) e Indonésia (53%) tiveram um percentual de crescimento maior que o Brasil em relação a 2008 que foi de 25%. Os demais países, Estados Unidos, Rússia, Alemanha, Reino Unido, Japão e França tiveram um crescimento mais lento. Confira a lista completa abaixo.


Fortaleza, Ceará

1. CHINA


PIB: US$ 17,632 trilhões R$ 44 trilhões (alta de 79,4 % em relação a 2008)

2. ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA


PIB: US$ 17,416 trilhões R$ 43,54 trilhões (alta de 18,3% em relação a 2008)

3. ÍNDIA


PIB: US$ 7,277 trilhões / R$ 18,20 trilhões  (alta de 62% em relação a 2008)

4. JAPÃO


PIB: US$ 4,788 trilhões / R$ 12 trilhões (alta de 11,8% em relação a 2008)

5. ALEMANHA


PIB: US$ 3,621 trilhões R$ 9,05 trilhões (alta de 14,6% em relação a 2008)

6. RÚSSIA


PIB: US$ 3,559 trilhões / R$ 8,90 trilhões (crescimento de 15,4% em relação a 2008)

7. BRASIL


PIB: US$ 3,073 trilhões / R$ 7,68 trilhões  (crescimento de 25% em relação a 2008)

8. FRANÇA


PIB: US$ 2,587 trilhões / R$ 6,4675 trilhões (crescimento de 11,6% em relação a 2008)

9. INDONÉSIA


PIB: US$ 2,554 trilhões/ R$ 6,385 trilhões (53% a mais em relação a 2008)

10. REINO UNIDO


PIB: US$ 2,435 trilhões / R$ 6 trilhões (crescimento de 12,2% em relação a 2008) 

The Guardian: Eleição do Brasil é um momento geopolítico decisivo



Publicação do jornal britânico "The Guardian" faz a pergunta: "Será que a superpotência do Sul retornará ao rebanho dos EUA, ou poderá Dilma Rousseff lutar contra seus rivais e continuar a liderar a América Latina para uma maior autonomia?"

Segundo a publicação, a América Latina voltou a sonhar com heróis após a eleição de Luis Inácio Lula da Silva e incentivou o movimento de libertação da América Latina dos Estados Unidos. Sugere que o que esteve em jogo nesse último domingo foi uma escolha: "se o Brasil continuará a liderar a vez da América Latina para uma maior autonomia (com Dilma) ou cair de volta para o seu papel de 1970 como cliente dos Estados Unidos no hemisfério sul (com Aécio)".

O texto também fala sobre o passado dos candidatos, mostrando a juventude de luta contra a ditadura de Dilma Rousseff em antagonismo a família bem de vida e apegada ao poder de Aécio Neves, além de recordar o fato do pai dele ter apoiado a ditadura.

LEIA A MATÉRIA PUBLICADA NO JORNAL EM TRADUÇÃO LIVRE

Com 36 milhões de pessoas retiradas da pobreza abjeta, Dilma Rousseff continua a ser popular.

Um dos romances mais populares do Brasil nos dias de hoje é maravilhosamente intitulado ‘Eu receberia as piores notícias de seus belos lábios’. Conta a história de um jornalista que viaja para uma cidade brasileira dominada por uma empresa de mineração, uma reminiscência de Macondo de Grabriel García Márquez. Lá ele conhece a bela Lavínia. Eles apaixonam-se loucamente, mas há um problema – ela está casada com o vigário da cidade. É um triângulo amoroso clássico, mas aquela em que os personagens desafiam uma existência absolutamente banal, tentando o impossível.
O romance de Marçal Aquino resume a história da América Latina desde a década de 1980. Após o golpe de Estado que depôs o presidente socialista Salvador Allende no Chile, em 1973, os latino-americanos disseram para esquecer os sonhos heróicos e continuar com a sua existência banal como fornecedores de matérias-primas, principalmente minerais, para o mundo globalizado. Por um tempo eles fizeram, mas após a eleição de Lula da Silva do Partido dos Trabalhadores no Brasil, era como se o tempo dos heróis estivesse de volta e as pessoas podiam novamente exigir o impossível.

Que o Brasil tornou-se o local de tal esperança, mais uma vez é cabido, para o golpe contra Allende não poderia ter acontecido sem o anterior no Brasil, em 1964. A ditadura brasileira instalada naquele ano travou uma guerra por procuração no Chile durante os anos 1970 em nome dos EUA e suas mineradoras poderosas. Enquanto isso, ele matou e torturou aqueles que ousaram enfrentar o regime.

Um dos torturados era uma jovem mulher chamada Dilma Rousseff. Sua história se tornou uma lenda. Nascida em uma família de classe média de origens búlgaras, no estado de Minas Gerais, Dilma se juntou Política Operária, uma facção radical do Partido Socialista Brasileiro, com idade de 17. Depois de um confronto com a polícia, Dilma Rousseff, então estudante, voou para o Rio com seu amante Claudio Galeano. Lá, ela conheceu Charles de Araujo. Os dois se apaixonaram; amor subversivo fundamentado na política radical.

Defendendo uma aliança política com os trabalhadores contra seus colegas do sexo masculino de pensamento mais militar colocou-a em rota de colisão com o líder guerrilheiro Carlos Lamarca, que a acusou de ser uma arrogante, intelectual não-carismática. A acusação, repetiu mais tarde pela unidade de forças armadas que a torturou e é usado por seus adversários nas eleições decisivas deste domingo, onde ela está contra Aécio Neves. Como líder do Partido dos Trabalhadores, Dilma Rousseff presidiu o programa de bem-estar social Bolsa Família, que tem tirado dezenas de milhões de pessoas da pobreza.

Neves, social-democrata do partido de centro-direita (PSDB), ultrapassou a ambientalista Marina Silva para vir em segundo lugar no primeiro turno. Como Rousseff, Neves nasceu em Minas Gerais; ao contrário dela, em uma família bem de vida intimamente ligada ao poder. O pai de Neves apoiou a ditadura. Segundo a analista brasileira Sonia Fleury o foco em Silva poupou Neves das críticas, o que lhe permitiu construir calmamente o seu currículo como governador do segundo maior estado do Brasil. A "melhor opção para a saúde fiscal do país", segundo um funcionário do Ministério das Finanças, ele promete cortar gastos públicos e encolher o governo. Isso é música para os ouvidos de seus adeptos entre os financistas e industriais poderosos do Brasil. Também, fundamentalmente, àqueles nos EUA e em outros lugares que gostariam de ver o retorno da superpotência do sul para o rebanho de seu antigo mestre, ao norte.

Em jogo nas eleições deste domingo está o destino da geopolítica global: se o Brasil continuará a liderar a vez da América Latina para uma maior autonomia, cético em relação ao conto de fadas de austeridade que ainda reina no oeste, apesar da crescente evidência de seu fracasso e da vigilância ocidental da internet e intervencionismo, ou cair de volta para o seu papel de 1970 como cliente dos Estados Unidos no hemisfério sul.

Em outro lugar nas Américas, a volta para a política popular é evidente. Recentemente, os bolivianos reelegeram Evo Morales por maioria de votos, demonstrando aos europeus como o partido Podemos da Espanha que o modelo de dualidade de poder - que liga os movimentos horizontalistas dos indignados com o vôo vertical de um partido político bem organizado - pode oferecer a transformação democrática radical, sem prejudicar a economia. Algo semelhante está prestes a acontecer no Equador, onde a Revolução do Cidadão de Rafael Correa deve vencer a corrida presidencial.

No Uruguai, o céu não caiu após José Mujica desafiar a estupidez da política de drogas liderada pelos Estados Unidos e a guerra, abrindo o caminho para o resto do continente para escapar do destino que mergulhou Colômbia e agora o México em uma espiral de violência .

E na Venezuela, o governo de Maduro parece ter saído mais forte depois de um ano de protestos violentos, a intervenção externa e pressão econômica. Na semana passada, a Venezuela foi eleita para um assento no Conselho de Segurança das Nações Unidas, com o apoio generalizado do sul. Mesmo a Colômbia, sem dúvida, o país mais conservador na região, votou a favor.

De volta ao Brasil, Dilma permaneceu no topo das pesquisas, apesar de dificuldades econômicas e uma onda de protestos em todo o país, que em seu auge reuniu mais de um milhão de brasileiros às ruas, ameaçando perturbar a Copa do Mundo. Manifestantes se preocupam com a corrupção, compromissos e falta de investimento geral, educação de qualidade, saúde e infra-estrutura de transporte.


Muitos ainda admiram seu registro social e não estão dispostos a perder os ganhos do passado. Teólogo brasileiro Leonardo Boff explica: "36 milhões de pessoas foram retiradas da pobreza abjeta. Não mais fome de comida, eles estão com fome para a saúde e educação. "Os resultados de domingo dirão se a história de Rousseff de amor subversivo e política continua a inspirar o resto de nós a acreditar que um outro mundo é possível.

Fonte: http://www.theguardian.com/commentisfree/2014/oct/23/brazil-election-geopolitical-turning-point

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

UMA CONQUISTA PARA PEDRA AZUL: Concluintes do Curso de Técnico em Mineração do ITEP recebem registro do CREA-MG


Uma grande conquista para a cidade de Pedra Azul: O ITEP (Instituto Técnico Educacional Polivalente) é a primeira instituição de ensino da Microrregião Baixo Jequitinhonha a oferecer o Curso Técnico em Mineração reconhecido pelo MEC e credenciado pelo CREA/CONFEA.  

Diego Cruz e Romildo Cruz
O trabalho do ITEP já começa a apresentar os primeiros resultados nesta área: Os  alunos concluintes do curso técnico em Mineração de Pedra Azul, Diego Cruz, Nilson Alves, Rodrigo Azevedo e Romildo Cruz, conquistaram na última semana o registro profissional do CREA-MG (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) e estão aptos a exercer a profissão. Vale ressaltar que atualmente o Técnico em Mineração é um dos profissionais mais procurados do país.
   
O curso habilita o aluno a trabalhar em minerações, tornando-o um profissional capaz de desenvolver atividades de prospecção e avaliação de depósitos de jazidas, perfuração e desmonte em lavras a céu aberto e subterrâneas, tratamento de minérios, planejamento das etapas de preparação, extração, operação de transporte e armazenamento, entre outras funções. Além disso, o técnico é o profissional adequado para atuar em empresas de extração e beneficiamento de minérios e rochas ornamentais e laboratórios especializados.

Nilson Alves, técnico em mineração

Rodrigo Azevedo e Romildo Cruz com a carteirinha do CREA-MG

sábado, 11 de outubro de 2014

Prefeitura anuncia calçamento da Rua Antônio Henrique Eduardo Alves

Através do perfil oficial da prefeitura no facebook, a administração anunciou o calçamento da Rua Antônio Henrique Eduardo Alves no bairro Novo Belvedere. Atualmente, a prefeitura ainda está trabalhando na pavimentação da Rua Dez, no bairro Planalto, já se encontrando a obra em estágio avançado.

Além dessas obras, praças estão em construção pela cidade, como também um posto em frente a Praça Sérgio Cordeiro e a instalação de praça ao ar livre na praça ao lado a Igreja do Bonfim.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

CEDEDICA-VALE REALIZARÁ II SHOW BAILE BENEFICENTE

Está confirmado!
O Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Vale do Jequitinhonha realizará o II Show Baile Beneficente com a Banda Premiun, no dia 18 de Outubro, no Parque Municipal de Exposições de Pedra Azul. O evento, que teve sua primeira edição no ano de 2013, tem como objetivo arrecadar fundos para os trabalhos da instituição, que atende mais de 100 adolescentes e jovens, através de ações que incentivam o protagonismo infanto-juvenil no município e na região.
As reservas de mesas estão sendo feitas pelos telefones: (33) 3751-3521/9917-1887/9149-826
Conheça o trabalho desenvolvido pelo CEDEDICA-VALE: www.cededica-vale.com.br
Banner Show Baile

terça-feira, 7 de outubro de 2014

JAIME BARBOSA: 27 ANOS DE ARTE E RESISTÊNCIA CULTURAL

Jaime Barbosa, símbolo de resistência cultural.
Pedra Azul é um celeiro de grandes artistas. É comum lembrarmos nomes como Paulinho Pedra Azul, Saulo Laranjeiras, Dani Morais e outros que nasceram e cresceram nesta terra e espalharam arte e magia por Minas e pelo país. No entanto, existem tantos outros que fincaram raízes na cidade e ao longo das décadas ajudaram a alavancar as manifestações artísticas e culturais, e que também merecem o devido reconhecimento. Jaime Barbosa, 43 anos, diretor teatral e produtor cultural é um destes nomes.
Com 27 anos de carreira, Jaime iniciou sua carreira em 1987 no Grupo Teatral João de Almeida, e em seguida foi para o GRUTEAPA – Grupo de Teatro Amador de Pedra Azul (onde atualmente é o diretor e coordenador das atividades).  De lá para cá o mesmo se tornou um dos importantes nomes do teatro do Vale do Jequitinhonha, sendo premiado em diversos festivais municipais e regionais. Símbolo de resistência cultural, Jaime dedicou sua vida aos trabalhos culturais de Pedra Azul. Foi o responsável pela criação de diversos grupos teatrais e circenses como “Nova Geração”, “Fênix” e “Só Graça” e pela descoberta de nomes como Sabino Marcos (Humorista, Poeta, Escritor), José Henrique Morais (Humorista), Will Nascimento (Artista Circensa e Educomunicador) e tantos outras centenas de atores.
Atualmente, Jaime Barbosa é diretor do GRUTEAPA e do Grupo de Palhaços Magia e atua em produções culturais de shows, Folia de Reis e eventos.

“A cultura é minha vida. Vou continuar espalhando arte e diversão enquanto estiver vivo”. Afirma o artista, que tanto contribuiu para o desenvolvimento artístico e cultural de Pedra Azul nas últimas décadas.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Dr Jean Freire é eleito deputado estadual


Eleitores do Vale do Jequitinhonha elegem seu deputado estadual.
Agora é o Vale! Poucou! Ui,ui, ui! Eram os gritos de comemoração que se ouviam de cidadãos em todo o Vale.
Povo do Vale abraçou a representação regional.
O eleito deputado estadual Dr Jean Freire e o ex-presidente Lula.

A candidatura de Dr Jean Freire a deputado estadual, do Partido de Trabalhadores,  poucou as urnas do Vale. Em alguns lugares foi um estrondo de votos. 

Os municípios do Médio Jequitinhonha deram 29.239 votos ao deputado do Vale.  No total, Dr Jean Freire se elegeu com 52.315 votos.    


Araçuaí marcou história dando 8.084 votos ao seu candidato. A maior votação acontecida anteriormente foi em 1.998, quando Catoni, filho da terra, obteve 5.300 votos, mas não se elegeu.

Itaobim, cidade do Jean, onde ele exerce o terceiro mandato de vereador, deu-lhe 4.978 votos. 

Em termos de quantidade de votos Medina surpreendeu com 3.201 votos. Itinga também não ficou pra trás com 2.540 votos. Ponto dos Volantes respondeu com 1.944 votos. Itamarandiba, no Alto Jequitinhonha, compareceu com 1.843 votos. Berilo dobrou a votação anterior, de 2010. 1800 eleitores berilenses escolheram Dr Jean Freire. Padre Paraíso também poucou as urnas com 1.736 votos. 1.628 eleitores de Almenara decidiram também pela candidatura de deputado estadual. De Belo Horizonte vieram 1.514 votos. Na divisa com o Espírito Santo, em Aimorés, 1.233 eleitores apostaram em Dr Jean. 

E assim foram surgindo das urnas a esperança de um mandato de deputado estadual perto de quem os elegeu. E mais: Dr Jean Freire garante que pretende trabalhar muito para fazer um mandato diferente, com muita participação popular,defendendo o desenvolvimento regional com políticas públicas estruturantes.

Em sua mensagem de agradecimento, Dr Jean Freire disse: "Quero parabenizar principalmente os 52.315 eleitores que fizeram das eleições de 2014 um marco histórico para o Vale do Jequitinhonha. Pela primeira vez na história elegemos um candidato legítimo do Vale. Um representante que vive, luta e acima de tudo conhece as virtudes e necessidades de seus conterrâneos".

Confira a votação de Dr Jean Freire em 100 municípios do Vale do Jequitinhonha, Mucuri, norte de Minas e Rio Doce.

Médio Jequitinhonha

N.
Município

Votação Final
01
Araçuaí
8.084

02
Berilo
1.800

03
Caraí
303

04
Cachoeira do Pajeú
347

05
Chapada do Norte
192

06
Comercinho
1.127

07
Coronel Murta
1.106

08
Francisco Badaró
319

09
Itaobim
4.978

10
Itinga
2.540

11
Jenipapo de Minas
523

12
José Gonçalves de Minas
89

13
Medina
3.201

14
Monte Formoso
393

15
Novo Cruzeiro
741

16
Padre Paraíso
1.736

17
Pedra Azul
957

18
Ponto dos Volantes
1.944

19
Virgem da Lapa
859


Total
29.239


Baixo Jequitinhonha
N.
Município

VOTAÇÃO FINAL
01
Almenara
1.628

02
Bandeira
37

03
Divisa Alegre
26

04
Divisópolis
506

05
Felisburgo
341

06
Jacinto
375

07
Jequitinhonha
321

08
Joaíma
226

09
Jordânia
163

10
Mata Verde
183

11
Palmópolis
32

12
Rio do Prado
36

13
Rubim
126

14
Salto da Divisa
114

15
Santa Maria do Salto
20

16
Santo Antônio do Jacinto
14


T O T A L
4.148


Alto Jequitinhonha 
N.
Município
VOTAÇÃO FINAL
01
Angelândia
04

02
Aricanduva
18

03
Capelinha
546

04
Carbonita
36

05
Couto Magalhães
10

06
Datas
02

07
Diamantina
1.149

08
Felício dos Santos
17

09
Gouveia
04

10
Itamarandiba
1.843

11
Leme do Prado
299

12
Minas Novas
1.118

13
Rio Vermelho
56

14
Presidente Kubitschek
01

15
São Gonçalo do Rio Preto
12

16
Senador Modestino Gonçalves
06

17
Serra Azul de Minas

00

18
Serro
16

19
Turmalina
318

20
Veredinha
92


T o t a l
5.543


Vale do Jequitinhonha/norte de Minas -Semi-árido
N.
Município
Resultado  Final
01
Águas Vermelhas
944

02
Berizal
11

03
Botumirim
07

04
Cristália
02

05
Curral  de Dentro
83

06
Fruta de Leite
07

07
Grão Mogol
11

08
Indaiabira
01

09
Itacambira
00

10
Josenopolis
01

11
Ninheira
09

12
Novorizonte
01

13
Padre Carvalho
02

14
Rio Pardo de Minas


15
Rubelita
303

16
Salinas
514

17
Santa Cruz de Salinas
06

18
Taiobeiras
75


T O T A L
1.977


Vale do Mucuri
N.
Município
RESULTADO
FINAL
01
Águas Formosas
30

02
Ataléia
655

03
Bertópolis
06

04
Catuji
49

05
Carlos Chagas
105

06
Crisólita
01

07
Fransciscópolis
02

08
Frei Gaspar
04

09
Fronteira dos Vales
96

10
Itaipé
94


Itambacuri
66

11
Ladainha
28

12
Machacalis
15

13
Malacacheta
16

14
Nanuque
129

15
Novo Oriente de Minas
673

16
Ouro Verde Minas
51

17
Pavão
105

18
Poté
178

19
Santa Helena de Minas
03
20
Serra dos Aimorés
378

21
Setubinha
18

22
Teófilo Otoni
699

23
Umburatiba
02


Total
3.390

Outros Municípios
N.
Município
RESULTADO
FINAL
01
Águas Vermelhas
944

02
Aimorés
1.233

03
Belo Horizonte
1.514

04
Contagem
219


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...